"Twitter chinês" deixa cair censura de conteúdo homossexual

A plataforma Weibo anunciou que iria banir imagens e vídeos “relacionados com a homossexualidade”, mas viu-se obrigada a recuar.

Observações recentes